2 de jul de 2010

Discriminação e preconceito no BIKE TOUR PORTUGAL 2010.

Caros senhores, sou deficiente motor com 80% de incapacidade, mas pratico ciclismo adaptado desde 2006. O meu nome é: José Leones Lima
Em 2007 realizei a primeira volta a Portugal em handbike, de Viana do Castelo a Faro, o mesmo sucedeu em 2008, mas desta vez de Valença a Quarteira,
e em 2009, partimos de Monção novamente até Quarteira, mas em 2010 a Volta a Portugal em Cadeira de Rodas não sucederá , porque sinceramente estou a começar a aceitar, que os políticos Portugueses e as empresas que patrocinam os desporto em Portugal, têm vergonha de ver deficientes nos seus eventos, e tudo fazem para os deficientes que gostam de praticar desporto não compareçam nos mesmos.
Os deficientes que gostam de praticar ciclismo adaptado, tem o problema de qualquer handbike das mais básicas, custar de 3.000 euros para cima, e se pudessem participar nos eventos do Bike Tour, teriam acesso a uma handbike por 60 euros, e esta handbike seria com certeza para praticar desporto, e não para fazer negocio, como se pode encontrar e confirmar na NET, com algumas das bicicletas saídas dos eventos do Bike Tour.

Exemplifico o que antes afirmei:
Desde 2008, que com um grupo de amigos, todos praticantes de ciclismo adaptado, tentamos participar nos eventos do Bike Tour, começamos por tentar em 2008 fazer a inscrição nas lojas dos CTT, como qualquer outro Português, mas informaram-me que os deficientes só poderiam ser convidados por algum parceiro do   Continue...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar esta postagem.

Veja estas postagens.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...