2 de mai de 2011

Metalúrgicos incluem acessibilidade em negociação salarial

Em seu 6º Congresso realizado no início de abril, a Federação do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo aprovou resoluções para lutar pela inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho

Em debate durante o evento, os trabalhadores apontaram que as políticas públicas atualmente vigentes são insuficientes e é preciso um esforço para ampliar a contratação no segmento de metalurgia.

Segundo Edvaldo Souza Santos, coordenador da Comissão de Trabalhadores(as) Metalúrgicos(as) com Deficiência, em 2002 o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC realizou um seminário chamado Capacitação e Renda dos(as) trabalhadores(as) com Deficiência, que abriu a categoria para a importância da questão. 

Desde então foi criada a comissão e agora aprovadas propostas para nortear a ação da Federação.

"A luta tem sido constante e incansável. Entre muitas bandeiras desta comissão, a principal tem sido a criação de condições para a contratação de pessoas com deficiência", afirmou. Para isso, os metalúrgicos aprovaram no Congresso que durante as negociações salariais a pauta do respeito à lei de cotas e de acessibilidade sejam incluídas como demanda da categoria.

Além disso, os trabalhadores deliberaram favoravelmente à criação de um programa de qualificação profissional a ser desenvolvido em parceria com instituições públicas ou privados do tipo "Sistema S", por meio de suas secretarias de Políticas Sociais e Formação.

Foi aprovada também a criação de um coletivo estadual de trabalhadores metalúrgicos com deficiência e o incentivo para que os sindicatos filiados à Federação criem também seus coletivos locais. A Federação ainda prometeu incentivar a participação e envolver os trabalhadores nos Conselhos Municipais e Estaduais da Pessoa com Deficiência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar esta postagem.

Veja estas postagens.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...