22 de abr de 2012

Paradesporto, assinatura de convênio e apresentação de livro marcam a Reatech 2012


Estande da Secretaria neste ano teve como tema central o Paradesporto. Com a presença de atletas paralímpicos de renome durante os quatro dias de feira, a Secretaria evidenciou a importância do esporte na vida das pessoas com e sem deficiência

Tênis de mesa foi uma das atrações no estande da Secretaria
A XI Feira Internacional de Tecnologia em Reabilitação e Acessibilidade – Reatech foi encerrada no domingo, 15 de abril, com muita animação. O estande da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, ao lado de outras Secretarias do Governo de São Paulo, apresentou este ano o tema “Paradesporto”.
Durante os quatro dias de evento alguns atletas paralímpicos marcaram presença no estande que contava com estrutura para tênis de mesa, bocha, tatame e uma mini pista de atletismo. Nos quatro dias, os visitantes com e sem deficiência foram desafiados pelos atletas. As pessoas que participaram da gincana ganharam uma caricatura feita na hora pelos artistas da Caricartoon.
Os atletas que participaram da gincana no estande da Secretaria foram: Dirceu José Pinto (Bocha), Daniele Bernardes, Lucia da Silva Teixeira e Antonio Tenório (Judô); Yohansson Nascimento, Alan Fonteles e Odair Ferreira e o Atleta Guia (Atletismo);  Claudia Cícero dos Santos (Remo); Andre Brasil e Carlos Alonso Farremberg (Natação); Bruna Costa Alexandre (Tênis de Mesa); Bruno Landgraf das Neves e Elaine Pedroso da Cunha (Vela) e Fernando Fernandes (Canoagem), além de atletas das Paralimpíadas Escolares.
Sexta-feira, 13 de abril, também aconteceu no estande da Secretaria a apresentação do livro “Cidades Acessíveis”, de Flávia Piva de Almeida Leite. Esta nova obra é uma continuação do seu mestrado e cinco anos foram necessários para construir todo o seu conteúdo. Ela começou sua pesquisa ao perceber que havia a necessidade de eliminar as barreiras arquitetônicas que sempre estiveram presentes na sociedade. Ao desenvolver sua tese, percebeu que esses direitos existiam e as cidades poderiam concretizá-los. “Elas, as cidades, é que estão em primeiro contato com o indivíduo. É nelas onde tudo começa. Se essa cidade for acessível, essa questão vai se expandir”, argumenta.
A Reatech foi marcada com intensa presença da Secretaria de Estado dos Direitos de São Paulo. Um dos pontos significativos da abertura foi a assinatura do Convênio entre a Secretaria e o Comitê Paralímpico Brasileiro, sobre a realização das Paralimpíadas Escolares que acontecem no segundo semestre e reúnem cerca de 2.000 participantes, entre atletas e técnicos, de 27 estados brasileiros. Em 2011 foram 24, e no ano anterior 21.
Copa Brasil de Esgrima
Outro ponto muito significativo na Reatech 2012 foi a Copa Brasil de Esgrima em Cadeira de Rodas, que aconteceu simultaneamente no galpão de esportes da Feira. Mais de 30 atletas dos estados de Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo competiram nas provas de Espada e Florete nas Classes A, B e C.
Além de reunir os melhores esgrimistas do País, a competição é conhecida por revelar novos talentos na modalidade. Nesta edição, nove novos atletas passaram por classificação funcional.
A próxima etapa da Copa Brasil de Esgrima será em julho, também em São Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar esta postagem.

Veja estas postagens.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...